Border Collie a Raça Mais Inteligente do Mundo

  • Essa pode até parecer história de matuto, mas, não é, aconteceu comigo:

Os conhecedores do border collie sabem que além de inteligentes são companheiros e pastores, porque cuidam do que lhe é confiado, sejam ovelhas, gado, ou outro animal do campo. O belo cão da foto é o Sansão, um líder nato, anda por toda a parte atento ao menor ruído, tudo que ocorre de diferente ou por onde estiver ave ou animal fora de seu habitat natural, sejam: galinhas fora do puleiro, ou os gansos longe do lago em bando pra todo lado, um cavalo que foge da baia, se estiver bagunçado, lá está o border cuidando de tudo como o pastor do seu rebanho.

A chuva anunciada por densas nuvens, mesmo avistando o mangueiro próximo, no campo todas as dimensões parecem maiores e são, cortei caminho subindo o barranco íngreme, para não pela estrada até a distante curva, a saída para quem não quer se molhar, e o Sansão ali, ao meu lado, então, o degrau a frente quase me faz desistir pela dificuldade de levantar muito alto a perna ou ter que sujar a roupa me arrastando, até que ele, o Sansão, subiu o degrau e não deixava eu dar outro passo, sacudindo a patinha, como se quisesse me puxar, os borders são muito obedientes, não entendia o por quê do Sansão não deixar eu passar?! Talvez um homem forte conseguisse o feito; me puxar, e o Sansão insistindo a me desobedecer, não atrapalha Sansão, deixa eu passar! Eu te puxo, parecia dizer, como estátua, parado, ali e a pata subindo e descendo, rolando o morro, iríamos eu e ele, se tentasse segurar nela. A chuva chegando, sem ver saída ou apoiar meu corpo sobre a frágil pata, segurei, e consegui subir de pé sem me arrastar ou sujar. 

Sempre tive cachorro em casa, desde criança, nunca um que cuidasse de mim!  Registro aqui que talvez Stanley Coren, nem saiba ou tenha descrito outras características do border collie: um cavalheiro!!

Fiz essa foto do Sansão no pesqueiro do Haras Santa Rita da Bela Vista, no dia em que o Wilham e o Denilson plantaram cravos no tronco da árvore. Cristina C.

No Canil Lagoinha’s Angelical Dream temos cães com pedigree, vacinados e treinados!

Canil Angelical Dream

Criação de Border Collie, a raça mais inteligente do mundo.

 

Border collie  é uma raça canina desenvolvida na Grã-Bretanha. Criada para ser de pastoreio, esta raça é relativamente recente, com pouco mais de cem anos desde que foi estabelecido o seu padrão. Apesar disso, sua origem não é precisa e a justificativa é a de que seus ancestrais já atuavam como pastores de rebanhos no século XIV. Sua aparência física considerada rústica é o resultado da preocupação com a sua função pastora, atingida ao longo de cruzamentos seletivos. Popular em seu país de origem, é considerado o cão mais inteligente do mundo, de acordo com o livro de Stanley Coren, A Inteligência dos Cães.
A inteligência dos cães (em inglês: The Intelligence of Dogs) é uma publicação de Stanley Coren a respeito da inteligência canina para o trabalho e para com a aceitação de comandos de obediência. Para a elaboração deste livro, Coren criou um questionário a ser respondido por juízes norte-americanos e canadenses especializados em provas de obediência. Na obra, 133 raças foram avaliadas e listadas em 79 posições por 208 juízes, entre os quais 199 responderam completamente as perguntas. Para o autor foi importante ainda ressaltar que o livro não trata da chamada inteligência instintiva destes animais.
De acordo com Stanley, os critérios atingidos pelos caninos podem ser listados de 1 a 80:1

Nas graduações de 1 a 10 lista-se os melhores cães de inteligência de trabalho. Após cinco tentativas, estes caninos já apresentam entendimento e não necessitam prática para repetirem comandos. Para 95% destes cães, não é preciso repetir uma ordem mais de uma vez. Sua velocidade entre o tempo de comando e o de execução também é considerada.
Nas graduações de 11 a 26 São listados excelentes cães de trabalho, cuja repetição de comandos é dada entre cinco e quinze vezes, respondendo, em 85% dos casos, ao primeiro comando, sem necessitar de repetição. A demora entre o comando e a resposta é ocasionalmente notada quando este apresenta-se um pouco mais complexo.
Nas graduações de 27 a 39 vê-se os cães de trabalho com inteligência acima da média. Estes caninos necessitam de até vinte repetições dos comandos para que os obedeçam, ainda que demonstrem entendimento prévio. Após treinados, em 70% dos casos não necessitam de repetição da ordem. Apresentam dificuldade em obedecer quando o dono se distancia e demoram um pouco mais para responder.
Nas graduações de 40 a 54 encontra-se listados os cães de inteligência de trabalho e obediência intermediária, que precisam de até quarenta repetições para que aprendam um novo comando, demonstrando, após vinte repetições, um entendimento rústico da ordem dada. Em 50% dos casos, após treinados, respondem aos comandos sem necessidade de repetição. Todavia, a confiabilidade de execução depende do treinamento investido. Seu tempo de resposta é considerado lento.
Nas graduações de 55 a 69 são postos os cães cuja capacidade de obediência e de trabalho é classificada como razoável, necessitando de até oitenta repetições para que aprendam um comando. Mesmo após terem aprendido, a obediência aparenta ainda ser fraca, e em apenas 30% dos casos, conseguem responder a uma ordem sem necessidade de repetição. Caso o treinador ou dono se afaste, o tempo de resposta e a obediência diminuem consideravelmente.
Nas graduações de 70 a 80 são listadas as raças julgadas como detentoras do menor grau de inteligência de trabalho e obediência. Necessitam de até quarenta repetições para que demonstrem o mínimo de entendimento sobre o comando durante o treinamento e antes que consigam executar a ordem. É comum que precisem executar o mesmo movimento por mais de cem vezes antes que se tornem confiáveis.

Fonte: Wikipédia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>